Fire Whip, a única montanha-russa invertida e a mais radical do Brasil no Beto Carrero World

Cenário para Fotos da Fire Whip
Nem preciso dizer que a Fire Whip é a atração mais disputada do Beto Carrero World, preciso?

Essa montanha russa-invertida chegou no BCW no ano de 2008 e é até hoje a única monta-russa invertida do Brasil, e é considerada a mais radical. Não é a toa que seu nome significa "Chicote de Fogo". O trilho fica sobre sua cabeça e seus pés pendurados.

Vou resumir para depois explicar: é um percurso de 700 metros, que você faz a 100km/h, contém "apenas" 5 loopings e 4,5 vezes a força da gravidade... 

Demoramos para "ter coragem" de enfrentar o brinquedinho, e isso aconteceu no nosso segundo dia de visita, quando a fila para a Fire Whip era quase nula. É o tipo de atração que você faz logo que chega ao parque e disputa uma vaga na fila correndo muito (quando as correntes que dão acesso aos brinquedos são liberadas, as 9 horas da manhã, parece que foi dada a largada de uma maratona histórica no parque, o pessoal corre pra valer!), ou aguarda o final do dia quando muitos já estão cansados e preferem se refrescar no Tchibum ao invés de ser "chicoteado" na Fire Whip... rsrsrsrs...



Confesso que sou um pouco medrosa para esses brinquedos, mas sou como criança, depois de experimentar, quero sempre ir de novo, de novo, de novo...  

Para piorar na primeira vez não tive companhia, uma pessoa desconhecida sentou ao meu lado e (coitado) teve que ouvir  minhas rezas. Antes de sentar você precisa retirar todos os seus pertences como óculos, bonés, máquinas, celulares, etc, e depositá-los em um guarda volumes que fica ao lado das cadeiras, onde apenas os funcionários tem acesso por ser do lado da saída do brinquedo. Caso esteja de chinelo também é preciso tirá-los, a atração permite que você vá com os pés descalços.
Foto: Divulgação BCW

Foto: Divulgação BCW

Foto: Divulgação BCW
Na poltrona a sua frente existe um suporte com uma filmadora, portanto nada de caras de choro, o trajeto todo é filmado e na saída você pode comprar o DVD com suas caras e bocas na Fire Whip. 

A sensação é única. Os loopings parecem demorar horas... eu pelo menos perdi a noção do que era céu e terra, é tão rápido que se torna impossível raciocinar direito, nos resta gritar. Na segunda vez (claro que saí da primeira volta e retornei à fila) a sensação é outra, por isso precisa repetir. 

Dica: por ser uma montanha-invertida, olhar para baixo é o segredo para ser feliz. E caso tenha nervos de aço, o primeiro carrinho é um show a parte, pois todo o visual de cachoeiras e lagos do cenário será todo seu!

Para quem não tem coragem, ainda existe um consolo: um cenário na entrada com as cadeiras da montanha-russa para você sentar e bater aquela foto estratégica... mas será que consegue enganar alguém?

Curiosidades sobre a Fire Whip do Beto Carrero World


• Fabricada na Holanda, em estilo SLC ‘Suspended Looping Coaster’ – são cinco loopings. Os trilhos ficam sobre a cabeça dos passageiros e suas pernas ficam penduradas, em vez de carrinhos sobre trilhos;
• Única Montanha Russa suspensa do estilo no Brasil;
• 700 metros de extensão;
• 40m de altura;
• Capacidade para 20 passageiros por carrinho (02);
• Velocidade de quase 100 km/h;
• Investimento total previsto: R$ 15 milhões;
• 700 toneladas de metal, que foram transportadas em um navio e 232 carretas;
• 50 dias de transporte e quatro meses de montagem e testes;
• 15 mil toneladas de pedras utilizadas na tematização da área;
• Em alguns momentos o usuário fará sobrevôos por lagos e cachoeiras;

Veja abaixo dois vídeos oficias do Beto Carrero World da Fire Whip...






Índice de Postagens por assunto sobre o Beto Carrero World:


2 comentários

  1. Que incrível!! Eu sou enlouquecida por montanha russa, quanto mais radical melhor! hahaha :) Sou louca para conhecer o Beto Carreiro World!

    ResponderExcluir

Vai ser muito bacana ter um comentário seu aqui! Todos os comentários do blog são moderados, então em breve será publicado. Enquanto isso continue curtindo nosso blog, Vem pro Parque!